Movimento Maker

Entenda o Movimento Maker

Posted on Posted in Curiosidades

Segundo a Wikipédia, o Movimento Maker é uma extensão da cultura Faça-Você-Mesmo ou, em inglês, Do-It-Yourself (ou simplesmente DIY). Esta cultura moderna tem em sua base a ideia de que pessoas comuns podem construir, consertar, modificar e fabricar os mais diversos tipos de objetos e projetos com suas próprias mãos. Outra nomenclatura usada é “Cultura Maker”.

Em geral, esta comunidade baseia-se no princípio de compartilhamento e utiliza tecnologias open source, tanto software como hardware. Pessoas que estão ligadas a este movimento são chamadas de Makers que possuem interesses típicos em atividades que incluem tecnologias tais como a eletrônica, a robótica, a impressão 3D, e o uso de ferramentas/maquinários CNC, assim como atividades mais tradicionais tais como trabalho em metais, madeiras, e, principalmente, seu antecessor, as artes tradicionais e artesanato.

Soldando placa eletrônica

 

Esta cultura tem um foco forte em usar e aprender habilidades práticas e aplicá-las aos projetos de referência, ou seja, o compartilhamento de conhecimento está essencialmente presente.

 

Ainda é importante chamar a atenção para as grandes inovações que surgem de grupos de Makers ou também de projetos que são feitos de forma colaborativa. Alguns exemplos:

  • Plataforma TON – prototipação eletrônica [100% brasileira]Placa TON
  • The WikiHouse – casa open source
  • Arduino – plataforma de prototipação eletrônica
  • Atom – editor de texto hackeável
  • FreeCAD – software CAD open source
  • KiCad – CAD para eletrônica

 

Se você tem interesse nesse movimento, comece seguir o MakerHub nas redes sociais e fique ligado que em breve você poderá estar inserido neste ecossistema, participando do MakerHub (saiba como aqui).